Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Samuel e os filhos de Jessé



1Sm 16. 4-13
                

Frente a frente com Deus, o que você poderia apresentar ao Senhor? O que está dentro do seu coração hoje para apresentar ao Senhor?

No texto lido, Deus ordena Samuel ir até Jessé para ungir o próximo rei de Israel. Jessé significa "homem de Deus".

A unção representada pelo azeite, prefigurava o derramamento do Espírito Santo. Samuel tomou o vaso de azeite e ungiu-o no meio dos seus irmãos; e desde aquele dia em diante, o Espírito do SENHOR se apoderou de Davi.

Assim como o azeite foi derramado na descendência de Jessé, Deus quer derramar unção do Espírito Santo na tua vida.

Precisamos dessa unção. Alguns casos, aflições e batalhas dependem do derramamento dessa unção. Como nos dias caóticos de Jessé, a unção de um novo rei era a esperança de mudança.

Você quer ter esperança de mudança? faça como Jessé, apresente o que você tem diante de Deus.


  • · Eliabe 
Quando Samuel entra na casa de Jessé, logo nota Eliabe. Eliabe significa “meu Deus é Pai”. Aparência forte, alta estatura. Jessé nem precisou apresentar Eliabe. Samuel já o notara.

Mas o Senhor disse que não iria olhar as aparências. Iria olhar para o coração.

Falou em apresentar algo a Deus, fazemos o mesmo. E toma Eliabe. É para apresentar algo, então olhe Elliabe em nós. Força, aparência, todos notam. Meu Deus é meu Pai e pronto. Eliabe para todo mundo ver.

Então, Deus pede para olhar para o nosso coração!

  • · Abinadabe 
Jessé teve que apresentar a segunda opção. Ainda podia escolher o que iria apresentar. E Abinadabe foi apresentado.

Abinadabe significa generosidade.



Se não pode causar uma boa impressão com a aparência, Jessé olhou para o interior de sua casa e apresentou Abinadabe, toda generosidade diante do santo de Deus.

Se é para olharmos para o nosso coração e apresentar algo a Deus, então mostramos toda nossa generosidade. E olha Deus, olha para nosso Abinadabe, temos sido tão generosos.

Uma única resposta de Deus, não é isso que quero.

  • · Samá 
A generosidade de Jessé não fora aceita. Para o óleo ser derramado, era necessário continuar apresentando. Mas faltaram opções “apresentáveis”.

E se não tenho muitas opções, e com custo, mostro Samá. Samá significa desolação. Não é a primeira coisa que queremos que vejam. Mas existe um pouco de Samá em nós.

Desolação significa isolamento, desamparo, ruína, tristeza, aflição. Sentimentos que não são muito admitidos, pois não se combinam muito com aqueles que são chamados de Mais que vencedores.

Mas Samá insiste em aparecer. Fica escondido. Mas está ali.

Mas ainda não era Samá que Deus queria ver.


  • · Os outros quatro 
E Jessé teve que passar os últimos quatro filhos diante de Samuel. Neste texto, seus nomes nem são identificados. As ultimas opções daquilo que poderemos apresentar a Deus, nem pode ter seus nomes citados.

Foram apresentados. E ainda assim, não era hora do derramamento do azeite.

  • · Davi
E na última opção, depois de tudo que Jessé poderia apresentar, apos ter passado diante de Samuel todos seus filhos que estavam por perto. Jessé apenas diz que ainda tem o menor, nem estava presente ali, estava um pouco longe.

Mas Samuel nem senta antes desse último chegar.

E quando chega, vem a ordem de Deus. “Levanta-te e unge-o, porque este mesmo é”.

A última opção de Jessé era Davi, que significa AMADO.

Por trás de todos os seus sentimentos escondidos, está o amor de Deus por ti. Você é amado. Não deixe esse amor ficar distante, não se sente antes desse amor chegar. Saiba que de tudo que você pode parecer, de tudo que há no seu interior, há um imenso e insistente amor de Deus por você.

É neste amor, é por você ser amado, que o azeite vai ser derramado. Esvazie todas as suas opções do teu coração, todo sentimento, lembranças, virtudes... mais fundo que tudo isso, está a marca de Deus em ti, escrita “amado”. Tu és selado com o nome “amado”.


Para glória dAquele que nos ama,
Bp Erisvaldo (ministrado em 10/03/2013)

Postagens mais visitadas deste blog

Elias na caverna e as provas do vento, terremoto e fogo.

A ressurreição de Lázaro: o tempo, o silêncio e a pedra

Quem é você na parábola do bom samaritano?