domingo, 20 de setembro de 2015

A última mensagem dos últimos profetas




Eis que eu vos enviarei o profeta Elias, antes que venha o grande e terrível dia do Senhor;E ele converterá o coração dos pais aos filhos, e o coração dos filhos a seus pais; para que eu não venha, e fira a terra com maldição.Malaquias 4:5,6


Esta profecia de Malaquias tem muito o que nos ensinar. É a última mensagem do último profeta levantado por Deus em sua antiga aliança. A última mensagem fala do Grande e Terrível Dia do Senhor.


Um Dia memorável que será ao mesmo tempo grande para uns e terrível para outros. Isso pode ser tipificado na história de Abraão e Ló.


  • Abraão e Ló


Saíram da terra de seus país em busca de uma promessa. Percorreram uma jornada juntos. Mas não permaneceram juntos. Num determinado momento a continuidade da permanência ficou inviável. Os conflitos começaram. Ló escolhe as campinas regadas do Jordão. Abraão permaneceu na terra que aparentemente não dava fruto. Abraão permaneceu na terra que tinha a promessa. Quando veio o julgamento do Senhor para as terras que habitava Ló, Abraão foi avisado. O patriarca foi tomado de uma preocupação e uma disposição em ajudar Ló. Abraão se importou e, de alguma forma, ajudou o impertinente Ló.


Aqueles que continuam na direção da promessa continuam sendo avisados do Grande e Terrível Dia do Senhor. E o que eles devem fazer? Devem ser tomados de uma preocupação e disposição em ajudar aqueles que estão dalém do Jordão. Minha oração é que o Espírito Santo testifique isso em nossos corações e sejamos tomados de uma emergência da proximidade da volta do Senhor Jesus e façamos algo por aqueles que saíram do caminho da promessa!


  • Elias


Na mensagem do profeta Malaquias, Deus nos diz que enviará Elias antes do Grande e Terrível Dia do Senhor. A profecia não diz respeito ao Elias dos livros de Reis. Não se trata de um Elias reencarnado. O anjo Gabriel explicou isso a Zacarias, antes da primeira vinda do Senhor Jesus:


E converterá muitos dos filhos de Israel ao Senhor seu Deus,E irá adiante dele no espírito e virtude de Elias, para converter os corações dos pais aos filhos, e os rebeldes à prudência dos justos, com o fim de preparar ao Senhor um povo bem disposto.Lucas 1:16,17


Veja, querido leitor, que a palavra do anjo Gabriel diz que João Batista irá adiante dele no espírito e  virtude de Elias. Sobre João Batista repousava o poder profético que havia também em Elias. Para entendermos melhor isso, devemos meditar no significado original do nome Elias:


ELIAS - vem de duas palavras hebraicas el e Yahh. El significa “poder ou força” e Yahh , o próprio nome do verdadeiro Deus Jeová. Ou seja, “poder ou força de Jeová”.


Por isso, antes do Dia do Senhor, Deus levantaria um homem com uma unção profética de força e poder do verdadeiro Deus Jeová!


Assim Deus fez antes da primeira vinda de Jesus, levantando João Batista. Assim Deus fará novamente antes da prometida volta do Senhor Jesus. Veja:


E, descendo eles do monte, Jesus lhes ordenou, dizendo: A ninguém conteis a visão, até que o Filho do homem seja ressuscitado dentre os mortos.E os seus discípulos o interrogaram, dizendo: Por que dizem então os escribas que é mister que Elias venha primeiro?E Jesus, respondendo, disse-lhes: Em verdade Elias virá primeiro, e restaurará todas as coisas;Mas digo-vos que Elias já veio, e não o conheceram, mas fizeram-lhe tudo o que quiseram. Assim farão eles também padecer o Filho do homem.Então entenderam os discípulos que lhes falara de João o Batista.Mateus 17:9-13


Observe que o Senhor Jesus diz que Elias virá e mais adiante diz Elias veio. Dois tempos. Passado e futuro. Elias veio e Elias virá. O Elias que já veio foi João Batista. Note que a visão no Monte da Transfiguração foi de Jesus Glorificado. Sua face brilhava como o sol e suas vestes resplandeciam como a luz. Estou certo que antes da volta de Jesus, já glorificado pelo Pai, Deus irá levantar Elias novamente. Dessa vez, não mais em um único homem. Uma unção de força e poder do verdadeiro Deus Jeová repousará agora sobre um grupo de profetas. Veja:


E nos últimos dias acontecerá, diz Deus, Que do meu Espírito derramarei sobre toda a carne; E os vossos filhos e as vossas filhas profetizarão, Os vossos jovens terão visões, E os vossos velhos sonharão sonhos;E também do meu Espírito derramarei sobre os meus servos e as minhas servas naqueles dias, e profetizarão;Atos 2:17,18


Como em Atos 2, a unção do Senhor cairá sobre um grupo de pessoas. A qualidade dessas pessoas é que serão todos SERVOS. O texto ministrado por Pedro, baseado no livro do profeta Joel, começa e termina com o dom da profecia. PROFETIZARÃO E PROFETIZARÃO.


  • Os últimos profetas


A profecia desses últimos dias será semelhante às profecias dos tempos de Pedro. O profeta referência dos tempos de Pedro era João Batista. Sua profecia era: Arrependei-vos porque está próximo o Reino dos Céus.
Os últimos profetas que serão levantados pelo verdadeiro Deus de Israel também terão a virtude de Elias e irão adiante profetizando: Arrependei-vos porque está próximo o Reino dos Céus.


O objetivo do ministério desses últimos profetas também será de preparar ao Senhor um povo bem disposto.


Como João Batista, esses Elias levantado pelo Senhor irão buscar as ovelhas perdidas casa de Israel. Aquelas ovelhas que, a semelhança de Ló, saíram do caminho da promessa. São ovelhas que já estiveram na casa do Senhor. Que se encontram feridas, decepcionadas. São as ovelhas sem pastor, sem igreja. Que se afastaram devido à ofensas. Oh amados profetas de minha geração, oro ao Senhor para que sejamos levantados para buscar essas ovelhas feridas da casa de Israel!


Esses últimos profetas que antecederão a volta de Cristo Glorificado terão uma escola. Semelhante a João Batista serão ensinados no deserto! Ouvirão a voz de Deus e profetizarão a mensagem final Arrependei-vos porque está próximo o Reino dos Céus. Repito, serão formados nos desertos da vida. Vestirão e se alimentarão daquilo que for providência de Deus. Independente de seminários, posição social, cultural, acadêmica, esses últimos profetas serão ensinado pelo verdadeiro Deus de Israel no deserto. Ainda que meninos, do deserto sairão profetas para as ovelhas perdidas e feridas da casa de Israel.


E o menino crescia, e se robustecia em espírito. E esteve nos desertos até ao dia em que havia de mostrar-se a Israel. Lc 1.80

Deus enviará esses últimos profetas. Homens e mulheres, servos e servas, com a virtude de Elias, com a mensagem de João Batista: Arrependei-vos porque está próximo o Reino dos Céus. Oro ao verdadeiro Deus Jeová, que você, meu amado irmão, que lê esta mensagem, seja um desses profetas que serão enviados. Amém?

_________________________________________________________________________________


Que a força e o poder do verdadeiro Deus Jeová repouse sobre ti,
Bp Erisvaldo Pinheiro
Mensagem ministrada em 15 de Outubro de 2015
Comunidade Evangélica Arca da Aliança (templo sede)
Culto de Jovens, com tema ELE VEM!

  • Fonte de pesquisa:

John Bevere - A UNÇÃO PROFÉTICA, Deus tem algo especial para sua vida. Editora Atos.

domingo, 13 de setembro de 2015

Escola de Profetas: aos Colossenses



O pastor e fundador da igreja dos colossenses pode ter sido Epafras (1.7). Que foi até a prisão de Paulo para relatar os últimos acontecimentos daquela igreja. Embora ainda não tenha ministrado em Colossos, Paulo conhece bem as ovelhas e se sente ministro delas. Essa relação de pastor e ovelha fora fruto dos anos de trabalho em Éfeso (At 19.10).

O relatório de Epafras mostra que a igreja estava sendo abalada com ensino de falsos mestres. Veja alguns ensinos falsos que Paulo vai combater:

  • Alguns feriados precisavam ser guardados de forma especial (2.16)
  • Importância nas leis cerimoniais de alimentação (2.16,21)
  • Todos precisavam levar uma vida ascética (2.20)
  • Respeitar os princípios elementares desse mundo (2.8)
  • Adorar seres sobrenaturais, como os anjos (2.18)

Paulo chama essas heresias de filosofia e vãs sutilezas (2.8). Ele combate veementemente colocando Jesus como Senhor do universo, a revelação do mistério de Deus e em Cristo habita corporalmente toda plenitude da divindade (2.9). Nesse sentido, Paulo faz uma das descrições mais profundas da soberania do Senhor Jesus:

O qual é imagem do Deus invisível, o primogênito de toda a criação;
Porque nele foram criadas todas as coisas que há nos céus e na terra, visíveis e invisíveis, sejam tronos, sejam dominações, sejam principados, sejam potestades. Tudo foi criado por ele e para ele.
E ele é antes de todas as coisas, e todas as coisas subsistem por ele.
E ele é a cabeça do corpo, da igreja; é o princípio e o primogênito dentre os mortos, para que em tudo tenha a preeminência.
Porque foi do agrado do Pai que toda a plenitude nele habitasse,
E que, havendo por ele feito a paz pelo sangue da sua cruz, por meio dele reconciliasse consigo mesmo todas as coisas, tanto as que estão na terra, como as que estão nos céus.
A vós também, que noutro tempo éreis estranhos, e inimigos no entendimento pelas vossas obras más, agora contudo vos reconciliou
No corpo da sua carne, pela morte, para perante ele vos apresentar santos, e irrepreensíveis, e inculpáveis,

Amo essa descrição do Senhor Jesus. E o surpreedente é que essa magnífica descrição da soberania de Cristo aponta para a igreja, para um povo que será apresentado diante de sua glória como santos, irrepreensíveis e inculpáveis. Esta é a descrição que receberão todos quanto o crêem. Olho para mim, querido leitor, e não me vejo com essas qualificações. Então olho para o o sangue de sua cruz e me coloco de joelhos glorificando por tamanha graça e poder.

Paulo segue combatendo pela igreja. Agora sua arma é a oração.. O apóstolo usa o ensino e a oração para edificação da igreja. Em sua oração, Paulo intercede para que os colossenses sejam:
  • cheios do conhecimento da vontade de Deus
  • cheios de toda a sabedoria
  • tivessem inteligência espiritual
  • andassem dignamente diante do Senhor
  • Frutificassem em toda boa obra
  • crescessem no conhecimento de Deus
  • fossem corroborados em toda fortaleza
  • tivessem força de sua glória
  • tivessem toda a paciência
  • tivessem toda a longanimidade
  • tivessem gozo (1.9-11)

Cinco coisas que se deve mortificar (3.5)
  • a prostituição - a impureza - o apetite desordenado - a vil concupiscência - a avareza
Essa lista de pecados são colocados como coisas a serem mortificadas. Algo muito interessante aqui. Não é que essas coisas estejam mortas já. Estão sendo mortificadas. Isso mostra uma continuidade nossa. Um alerta de que o nosso cuidado seja constante.

Seis vestes que devemos despir (3.8-9)
  • ira, cólera, malícia, maledicência, palavras torpes, mentiras uns com os outros
O termo que Paulo usa neste trecho é despojar. Um ato que ocorria em guerras, onde soldados vencedores despojavam as armaduras e vestes dos perdedores. Um sinal de honra para o vencedor e de humilhação para o perdedor. Nesse sentido, o trecho fica muito interessante. Os sies erros então devem ser despojados de nós mesmos. Uma verdadeira guerra é travada em nosso interior e vencemos quando tiramos esses erros de nossas atitudes. Isso é um sinal de honra, se o fizermos.

Nove vestes que devemos revestir (3.10-15)
  • misericórdia, mansidão, longanimidade, suportar uns aos outros, perdoar uns aos outros, caridade, agradecidos.
Amo essa sequência. Lembre-se que primeiro Paulo nos ensina o que devemos tirar de nós mesmos. Como uma velha roupa que deve ser removida de nosso nova vida. Agora, uma vez despojados, temos esses nove itens que devemos nos revestir. 


Bp Erisvaldo Pinheiro
Estudo ministrado em 19 de Agosto de 2015
Comunidade Evangélica Arca da Aliança


Fonte de pesquisa:

Bíblia de Estudo DAKE
Novo Dicionário Bíblico- Jhon Davis - Ed Hagnos

quarta-feira, 2 de setembro de 2015

Escola de Profetas: Aos Romanos



Escola de Profetas: Aos Romanos    

Paulo tenta o apoio dos romanos, mesmo não tendo sido o fundador daquela igreja. A fundação da importante comunidade dos romanos pode ter acontecido pelos prosélitos de Roma, que estavam presentes no discurso de Pedro em Pentecoste (At 2.10). A igreja dos romanos se fortaleceu e se tornou um ponto estratégico para os planos do Apóstolo Paulo em evangelizar a Espanha.

Para ganhar o apoio dos romanos, Paulo precisa apresentar o evangelho que pregava. Isso é importante, pois havia um grupo de judeus que passava nas igrejas onde Paulo tinha estado, difamando-o e implantando obrigações cerimoniais, inclusive a obrigatoriedade da circuncisão (At 15.1). Uma das táticas desses opositores era de contradizer o que Paulo ensinava (At 13.45)

Assim, Paulo escreveu sua carta mais sistemática e teológica. Lutero, Calvino e Wesley foram alguns que tiveram suas vidas mudadas, vislumbrando o poder da Graça de Jesus Cristo apresentada neste livro.

CAP 1
A depravação visível dos gentios

CAP 2
A depravação invisível dos judeus

CAP 3
Judeus e gentios estão igualmente debaixo do pecado e afastados da glória de Deus. Podendo, pela fé, serem justificados gratuitamente pela Graça de Jesus Cristo.

CAP 4
A justificação é pela fé, como foi a fé de Abraão

CAP 5
A justiça de Deus é demonstrada. Por Adão, os homens herdaram o pecado. Por Cristo, os homens são justificados, por meio da fé.

CAP 6 e 7
Algumas objeções respondidas:
Então o homem ainda pode pecar e ter salvação? NÃO (6.1-14)
Por sermos livres da condenação da lei, não precisamos ter obrigações morais? NÃO (6.15 - 7.6)
Então a lei é má e inútil? NÃO (7.7 - 7.25)

CAP 8
Este é o capítulo central da carta. É um transbordar de emoções de Paulo pela maravilha desse Evangelho. É um dos mais lindos capítulos da Bíblia!

CAP 9
Paulo começa o capítulo expondo sua dor pela rejeição ao evangelho feita pelos seus irmãos israelitas. Mostra que os judeus foram incrédulos por não se atentarem às escrituras. Expõe vários textos do VT para afirmar aos judeus que a salvação não é pela carne (nacionalidade) e sim pela fé, o salvo deve ser:
1- Filho da promessa, e não tão somente ser da descendência de Abraão (v.9)
2- Dependente do compadecimento de Deus (v.16)
3- Ser um dos remanescentes (v.27)

CAP 10
Diante da insuficiência de salvação da lei, Paulo expõe Cristo como caminho para salvação. A salvação é para aqueles que o invocam como SENHOR, uma confissão não apenas de palavras, mas também de coração.

CAP 11
Aos judeus romanos, Paulo chama Israel de Povo de Deus. Falando de israelita para israelita, o Apóstolo lembra que havia um remanescente nos tempos de Elias que não haviam se dobrado diante de Baal, e que da mesma forma, neste “tempo ficou um resto” que creêm em Cristo como Senhor. Não é mais uma questão de ser judeu ou gentil, mas sim , de ser eleito pelo Evangelho da Graça.
Aos gentios, Paulo lembra que foi pela rejeição dos judeus que o Evangelho chegou aos gentios. E se assim foi, muito mais glorioso será quando os judeus se voltarem à Cristo! Exorta os gentios lembrando que Deus não poupou seu próprio povo, muito menos poupará os gentios que não permanecerem cuidadosos e zelosos com a palavra. Sobre isso, Paulo diz: “se estás de pé pela fé, então, não te ensoberbeces, mas teme”! Faz uma interessante analogia entre o zambujeiro (gentios) e a oliveira (judeus). Os gentios foram enxertados nos ramos arrancados da oliveira!
Uma característica marcante de Paulo, em meio à explicação teológica de seu evangelho, ele interrompe a explicação para um belo e profundo momento de adoração.

CAP 12 ao 14
A partir do capítulo 12, Paulo passa a escrever sobre situações do dia-a-dia dos romanos. Ensina vários conselhos sobre o cuidado com o próximo, com as autoridades e com aqueles que tem diferenças de doutrina. Resume tudo em “amar o próximo, como a ti mesmo”.

CAP 15 e 16
Em tom agora pessoal, Paulo fala de seus planos ministeriais. A coleta de algumas igrejas gentílicas aos necessitados de Jerusalém. A pretensão de ser encaminhado pelos romanos à Espanha. Para isso, o apóstolo pede oração.
Encerra a carta com uma grande e afetuosa lista de saudações, mostrando o quão ele era conhecido e conhecedor dos irmãos romanos, mesmo não tendo sido o fundador daquela importante igreja.



Fontes de pesquisas:

  • O Ministério da Palavra de Deus - Watchman Nee - Editora Clássicos
  • Bíblia de Estudo Pentecostal - Editora CPAD
  • Novo Dicionário Bíblico- Jhon Davis - Ed Hagnos
Bp Erisvaldo Pinheiro Lima
Comunidade Evangélica Arca da Aliança
Ministrado em Fevereiro de 2015