sexta-feira, 3 de abril de 2020

Desespero diante das tempestades



At 27

Paulo sendo levado preso num navio, quando uma veemente tempestade, que durou vários dias, fez com que:

- os tripulantes lançassem ao mar, todo o peso e armação do navio
- fugisse toda a esperança d salvação, porque há vários dias não se via o sol nem as estrelas
- Paulo, que estava aprisionado ali, fosse levantado para liberar uma palavra de ânimo e de salvação


No auge do desespero, marinheiros planejaram pular ao mar pra seguirem por conta própria.
No auge do desespero, os soldados planejaram matar os presos.
No auge do desespero, Paulo disse que nem um fio de cabelo cairia da cabeça daqueles homens, se permanecessem na embarcação.

No final, todos os 276 tripulantes chegaram à terra, salvos!
Em tempos de tempestades, que sejamos guiados pela Palavra d Deus, e não pelo desespero.

quinta-feira, 2 de abril de 2020

Quando a morte chegou perto



Quando a morte chegou perto

Moisés andou tranquilamente com o seu Senhor olhando a terra prometida que ele não entraria (Dt 34)

Simeão orou se despedindo com uma oração de paz e agradecimento, enquanto contemplava seu Senhor envolto em seus braços (Lc 2.29)
Paulo ponderou se era melhor viver e gerar frutos pro seu Cristo ou partir e estar logo com seu Cristo, preferindo esta segunda opção (Fp 1.23)


Se a morte chegar perto, que o Santo Espírito te lembre q você estará mais próximo do que nunca do seu Bondoso Senhor. Pra sempre!

Que nossas reações sejam as mais próximas possíveis desses homens de Deus. Homens de carne e osso, mas cheios do Espírito Santo.

quarta-feira, 1 de abril de 2020

A Palavra em dias de quarentena



Na prisão, Paulo adorou (At 16)
Na prisão, Paulo pregou (At 26)
Na prisão, Paulo escreveu (2Tm 4)

Em tempos de quarentena, você se sente preso em casa? Talvez, então, seja hora de você adorar, pregar ou escrever. A Palavra nunca ficou e nunca ficará aprisionada.


Quando Paulo adorou na prisão, a palavra tocou no coração do carcereiro.
Quando Paulo pregou na prisão, a palavra tocou no coração do rei.
Quando Paulo escreveu da prisão, a palavra tocou no coração do obreiro.

Em tempos de quarentena, libere a Palavra através de sua adoração, de sua pregação ou de seus escritos. Deus certamente guiará sua palavra para um coração aberto, seja grande ou pequeno, ou até mesmo para outro obreiro, a Palavra não voltará vazia.

terça-feira, 31 de março de 2020

Salmo 91



O adorador do Salmo 91 descreve assim o caos do seu tempo:

Laço do passarinheiro
Peste perniciosa
Espanto noturno
Seta que voa de dia
Peste que anda na escuridão
Mortandade que assola ao meio dia
Praga que quer chegar à sua tenda


Diante de tudo isso, o adorador encontra descanso à sombra do Onipotente e habitação no esconderijo do Altíssimo. Seu Deus é seu refúgio e sua fortaleza, por isso se enche de confiança e nada teme.

Em meio ao caos, o adorador prova seu amor a Deus, buscando conhecer mais o nome do seu Senhor. E assim Deus libera suas promessas:

Eu te livrarei
Te colocarei num alto retiro
Eu lhe responderei
Estarei contigo na angústia
Te livrarei e o glorificarei
Te darei abundância d dias
Mostrarei a minha salvação

Uma promessa pra cada descrição do caos. Deus é perfeito e sua palavra também
é. Resta-nos adorar... confiar e adorar... descansar e adorar...

Onde estão os adoradores?

segunda-feira, 30 de março de 2020

Em tempos de pandemia





Em tempo de Pandemia...

Toda a criação geme (Rm 8.22)

A igreja também geme, mas libera uma mensagem de esperança (Rm 8.23-24)

E da mesma maneira, o Espírito Santo intercede por nós com GEMIDOS INEXPRIMÍVEIS (Rm 8.26)

E sabemos que todas as coisas contribuem para o bem daqueles que amam a Deus (Rm 8.28)

Diante de tudo isso, que o Santo Espírito nos leve à confiar em Deus e suas promessas descritas em sua Palavra. Amém?

segunda-feira, 23 de março de 2020

A crise nos tempos de Daniel



Em tempos de crise e quarentena

No Capítulo 9 do livro do profeta Daniel, aprendemos que...

- EM TEMPOS DE CRISE, O PENSAMENTO COLETIVO DEVE SE SOBRESSAIR AO PENSAMENTO INDIVIDUALISTA. Embora Daniel estivesse em boa posição na corte, se importou pelo bem estar do seu povo. Diante do avanço dessa pandemia, precisamos realmente e urgentemente pensar no nosso próximo, e não apenas em nosso umbigo, respeitando orientações e decretos das autoridades governamentais.

- EM TEMPOS DE CRISE, O REAL ENTENDIMENTO DOS ACONTECIMENTOS SE DÁ A PARTIR DA REVELAÇÃO DAS ESCRITURAS SAGRADAS. Daniel encontrou no livro do profeta Jeremias o entendimento do que se passava com seu povo. Em Lc 21, podemos ver que nosso Cristo profetizou que nos dias próximos à sua vinda, veríamos guerras, fome, PESTILÊNCIAS. É a terra sendo abalado para a volta de seu Soberano Senhor.

- EM TEMPOS DE CRISE, DEVEMOS DIRIGIR O ROSTO AO SENHOR, no versículo 3, Daniel relata que dirigiu o rosto ao Senhor. Isso se faz necessário. Ou focamos nosso rosto a tantos problemas, adversidades, notícias ruins ou dirigimos nosso rosto ao Senhor, em oração e súplicas.

- EM TEMPOS DE CRISE, TEMOS A OPORTUNIDADE DE MELHORARMOS ENQUANTO PESSOAS. Na oração, Daniel reconhece suas falhas e de seu povo. Reconhecimento provoca melhoria. Nesse conturbado tempo, temos a chance de reconhecer nossos erros individuais e coletivos. Podemos com isso, sermos mais gratos pelo nosso dia a dia, pela rotina e emprego que tínhamos... é tempo de nos aproximarmos mais de nossa família. Jantar junto na mesa. Oração em família. Aproximar mais os cônjuges, irmãos pais e filhos...

Deus conceda prudência a todos, amém.
Erisvaldo P Lima

quarta-feira, 11 de março de 2020

3 qualificações pastorais (Nm 27)



3 qualificações pastorais (Nm 27)

• Pastor é aquele que leva causas perante o Senhor.

Um grupo de irmãs órfãs procurou Moisés. Elas estavam excluídas da herança de seu pai. As irmãs pedem ao líder de Israel que essa situação fosse revista. Moisés leva essa causa perante o Senhor. Ele não toma uma decisão antes de consultar a vontade de seu Deus. O pastor não deve inventar moda. Antes, deve levar as mais variadas causas perante seu Senhor, que o escuta.

• Pastor é aquele que se preocupa mais com seu povo do que com sua posição

Na sequência do texto, Deus revela que o tempo de liderança de Moisés havia chegado ao fim. A única liderança perpétua é a de Cristo. Diante dessa revelação, Moisés libera uma oração sublime. Ele pede q seja levantado um líder para que Israel não seja como ovelhas dispersas sem um pastor. Sua preocupação não é por seu cargo ou posição. Pelo contrário, Moisés coloca sua oração para que seu povo continue com uma forte liderança mesmo sem a presença dele. Que o Espírito nos sopre isso.

• Pastor é aquele ‘homem em quem há o Espírito’

Deus atende a oração de Moisés. Israel não ficaria sem um pastor. O escolhido por Deus para pastorear a congregação foi Josué. Deus explica sua escolha descrevendo o novo pastor como ‘homem em quem há o Espírito’. Josué era apenas homem. Mas era cheio do Espírito do Senhor. Deus continua a levantar pessoas para o serviço pastoral. Meros homens. Nenhum super homem é chamado. São apenas homens. Mas cheios do Espírito. Amém.


Erisvaldo Pinheiro Lima
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...