quarta-feira, 5 de março de 2014

Pedra incrível nas mãos de um Deus maravilhoso

E Jesus, respondendo, disse-lhe: Bem-aventurado és tu, Simão Barjonas, porque to não revelou a carne e o sangue, mas meu Pai, que está nos céus. Pois também eu te digo que tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei a minha igreja, e as portas do inferno não prevalecerão contra ela; Mateus 16:17-18


Bp Erisvaldo Pinheiro
Mensagem ministrada para Departamento de Jovens Adonnay, 
no retiro espiritual da Comunidade Evangélica Arca da Aliança, 
em 03 de Fevereiro de 2014.


Querido leitor, você é uma pedra. Não uma pedra qualquer, mas uma pedra incrível nas mãos de um Deus Maravilhoso! Para te mostrar isso, peço que medite nas quatro perguntas abaixo:

Como você se vê?

A resposta depende muito de como foi sua infância. Alguns de nós cresceram num lar onde os pais eram presentes e encorajadores, passando um sentimento de confiança tão necessário na vida adulta. Outros, porém, e acredito ser a maioria, tiveram na infância fatos vividos que marcam a forma como se vê.

Em dez anos de trabalho com crianças, adolescentes e jovens percebo pelo menos três respostas para essa pergunta acima, que evidenciam uma auto-estima marcada por memórias da infância:


  • Pais ausentes: "Não tenho a atenção de meus pais porque não sou importante".
  • Pais violentos: "Meus pais são agressivos porque eu sempre faço tudo errado".
  • Pais exigentes: "Meus pais cobram muito de mim porque não consigo ser bom o bastante".