segunda-feira, 29 de abril de 2013

João Batista e a geração da adoração contagiante


Uma geração que adora e contagia

E dar-lhes-ei meninos por príncipes, e crianças governarão sobre eles.

Pois eis que, ao chegar aos meus ouvidos a voz da tua saudação, a criancinha saltou de alegria no meu ventre.


     De tempos em tempos, Deus levanta uma nova geração:

  • Entre murmuradores Deus levanta uma geração de conquistadores; Do meio dos israelitas no deserto que murmuraram, o Senhor levantou uma nova geração para conquistar a prometida Canaã.
  • Entre soberbos Deus levanta uma geração de quebrantados; Ainda no primeiro reinado de Israel, Deus retirou seu Espírito do soberbo Saul e levantou o quebrantado Davi.
  • Entre sacerdotes ritualísticos Deus está levantando a Geração de João Batista. Numa época em que o ritual e as aparências prevaleciam ao culto sincero, Deus levantou um filho de sacerdote com a mesma unção de Elias. Também nos dias de hoje, onde o patrimonial tem sido mais valorizado que o espiritual, nosso Senhor quer levantar uma geração de adoradores que queiram contagiar aqueles que estão a sua volta.

     No Novo Testamento, Deus começa levantar uma nova geração. No Evangelho de Lucas, vemos o anjo Gabriel anunciando as boas novas a Zacarias e Maria. Um duvida, outra interroga, mas Deus cumpre seu propósito.

    Para compreendermos melhor a Geração de João Batista, vamos analisar a vida da voz que clama no deserto de traz pra frente:

  • Geração que prega a verdade – João viveu intensamente o ministério que Deus o confiou. Foi fiel até a morte. Não aceitou o pecado, não aceitou a normalidade do pecado. Tratou o pecado como Deus o trata. Vemos pessoas que aceitam o normal também, mas a geração que adora e contagia, não se deixa levar pelos ventos desta normalidade.
  • Geração que reconhece a presença de Jesus – Quando interrogado pelos fariseus (os crentes!) acerca de quem era, João Batista anunciou que era a voz que clama no deserto, arrependei de seus maus caminho que é chegado o Reino dos Céus. No momento que João vê Jesus, logo o reconhece mesmo nunca tendo o encontrado frente a frente. Há lugares em que acontece tanta coisa, cultos tão bem planejados, com tanta enfase às apresentações que falta apenas um detalhe, a presença do Rei. A geração que adora e contagia não convive com isso, ela cultua onde existe a presença de Jesus. Esta geração que busca a presença do Senhor, e mais, ela quer levar os outros, os de fora, para reconhecerem a presença de Jesus.
  • Geração que adora e contagia – Quando Maria visita Isabel, a criancinha (João Batista) começa a pular e adorar, sua mãe fica cheia do Espírito Santo. Acho lindo isso, quando Jesus chegou, mesmo no ventre, ele contagiou João Batista, que contagiou Isabel, que contagiou Maria. E vemos já no início do evangelho segundo escreveu Lucas esta linda adoração contagiante:
"Disse então Maria: A minha alma engrandece ao Senhor,
E o meu espírito se alegra em Deus meu Salvador;
Porque atentou na baixeza de sua serva; Pois eis que desde agora todas as gerações me chamarão bem-aventurada,
Porque me fez grandes coisas o Poderoso; E santo é seu nome.
E a sua misericórdia é de geração em geração Sobre os que o temem.
Com o seu braço agiu valorosamente; Dissipou os soberbos no pensamento de seus corações.
Depôs dos tronos os poderosos, E elevou os humildes.
Encheu de bens os famintos, E despediu vazios os ricos.
Auxiliou a Israel seu servo, Recordando-se da sua misericórdia;
Como falou a nossos pais, Para com Abraão e a sua posteridade, para sempre".
(Lucas 1:46-55)

   

Adoração contagiante começa com uma criancinha!


Perceba que uma criancinha que ainda nem havia nascida adorou a Jesus. Sua adoração contagiou sua mãe, que ficou cheia do Espírito e também adorou. Em seguida, Maria cantou, mais na frente até Zacarias profetizou. A adoração verdadeira contagia as pessoas. Esta adoração veio de uma criancinha! Quem quer ser um adorador como uma criança?

Em João 4.23-24 diz: “mas a hora vem, e agora é, em que os verdadeiros adoradores adorarão o Pai em espírito e em verdade, por que o Pai procura a tais que assim o adorem. Deus é Espírito, e importa que os que o adoram, o adorem em espírito e em verdade”.

A Geração de João Batista já começou, mas nesta geração Deus está procurando quem o adore em espírito e em verdade. Os verdadeiros adoradores. O Senhor vai achar um adorador em você?

Adore ao Senhor com a pureza de uma criança, como fez João Batista. O Senhor tem um tratamento especial com a pureza de uma criança. Em Mateus 19.13-14 diz: “trouxeram-lhe, então, algumas crianças, para que lhes impusesse as mãos e orasse, mas os discípulos os repreendiam. Jesus, porém, disse: Deixai os pequeninos e não os estorveis de vir a mim, porque dos tais é o Reino dos céus”.

Pense nisso...


Jesus convida os pequeninos a virem até Ele. Se você é um adorador com a pureza de uma criança, Jesus te chama para adorá-lo. Se você é um adorador com a pureza de uma criança, Jesus promete que o Reino dos céus pertence a você!

Venha para Cristo, dê um passo para Cristo, e o adore em espírito e em verdade, o adore como uma criança. Isaías profetizou que as crianças governarão, seja como uma criança no colo do Pai, e contemple a Tua face, e adore.

Paz do Senhor esteja contigo,
Bp Erisvaldo (ministrado em maio de 2008)