quarta-feira, 16 de outubro de 2013

De Jacó a Israel: passando pela família, espada e serpentes


A espada dura, grande e forte está a favor da luta pela família.
Naquele dia o SENHOR castigará com a sua dura espada, grande e forte, o leviatã, serpente veloz, e o leviatã, a serpente tortuosa, e matará o dragão, que está no mar. Naquele dia haverá uma vinha de vinho tinto; cantai-lhe.
Eu, o Senhor, a guardo, e cada momento a regarei; para que ninguém lhe faça dano, de noite e de dia a guardarei.
Não há indignação em mim. Quem me poria sarças e espinheiros diante de mim na guerra? Eu iria contra eles e juntamente os queimaria. Ou que se apodere da minha força, e faça paz comigo; sim, que faça paz comigo.
Dias virão em que Jacó lançará raízes, e florescerá e brotará Israel, e encherão de fruto a face do mundo.

 

Bp Erisvaldo Pinheiro Lima 
(ministrado na Campanha "Lutando pela paz na família" 
em 02 de outubro de 2013)



Isaías 27 nos deixa uma forte mensagem sobre a luta pela família. Inicia descrevendo uma espada, que é usada contra serpentes Fala sobre uma vinha de vinho tinto. Mostra um relato do próprio Senhor em batalha e encerra nos exortando sobre a necessidade de transformação. Com uma linguagem que varia do simbólico ao real, com profecias e figuras este texto tem muito a nos ensinar. Veja:

  • Com sua espada...

Você já sabe que a espada tem um dono, o Espírito, e que tem um significado, a palavra de Deus (Ef 6.17). De acordo com o texto acima, a espada (palavra) é: dura, grande e forte.

Realmente a palavra parece dura para alguns. Outros a acham grande demais. E uns poucos a consideram forte. Deve doer mesmo, afinal, é espada! Tem que ser grande, pois deve alcançar você e os seus ao mesmo tempo! E, com certeza, é forte o bastante para ir contra todo o mal que rasteja contra sua família!

  • Deus castigará...

Dura, grande e forte. Com essa espada, o Senhor usa (olha o texto!) para castigar a serpente veloz e tortuosa.

O Senhor não nos deixa enganados. Ele nos mostra duas características dessa serpente, veloz e tortuosa. Devemos estar cientes que em batalhas espirituais em que expulsamos as serpentes de nossos caminhos, ela é veloz o suficiente para tramar outra armadilha mais adiante. O combate continua. 

Além de veloz, a serpente é tortuosa. Sua intenção é fazer que seu caminho, querido leitor, seja tortuoso. Jesus disse Eu sou o caminho (Jo 14.6) e Paulo nos ensina que prossigo para o alvo (Fp 3.14). Observe que nossa caminhada deve ser rumo ao alvo (Cristo), sem rodeios ou atalhos, um caminho reto.


  • E matará o dragão...

Nesse ponto é que muitos se perguntam "por que essa serpente não é destruída definitivamente?" A resposta está clara neste texto que meditamos aqui (confira com Ap 20). Por enquanto, ela é castigada com a espada do Senhor, mas chegará o tempo em que será completamente destruída, veja:

Naquele dia o SENHOR castigará com a sua dura espada, grande e forte, o leviatã, serpente veloz, e o leviatã, a serpente tortuosa, e matará o dragão, que está no mar.
Uma reflexão cabe aqui. Veja que o texto começa falando de serpente e termina mencionando a figura do dragão. Ambos representam o diabo (confira em Ap 12). Você deve concordar que um dragão é bem maior que uma serpente. Assim é visão que alguns tem do diabo, para uns ele é um dragão! Falam tanto que o inimigo se levantou e fez isso e aquilo, passa uma mensagem que é um dragão mesmo. Prefiro a figura de uma serpente, pequena, peçonhenta, mas pequena o suficiente para caber debaixo de meus pés!

  • A vinha de vinho tinto...

O texto segue com Deus liberando uma palavra para que cantemos pela vinha de vinho tinto. A vinha representa a igreja do Senhor e pode representar a família também, pois ambas nasceram juntas (confira aqui o texto sobre o nascimento da família e da igreja). No seu primeiro milagre, num casamento (início da família!), Jesus transformou a água (sem sabor) em vinho novo (alegria renovada). Cante pela família. Alegre-se pela família. Deus deixa registrado uma linda declaração do seu amor pela família:

Naquele dia haverá uma vinha de vinho tinto; cantai-lhe.

Eu, o Senhor, a guardo, e cada momento a regarei; para que ninguém lhe faça dano, de noite e de dia a guardarei.
Se há investidas contra a família, também existe um Deus que a guarda! Sua promessa é ninguém lhe fará dano e que a cada momento Ele a regará. São momentos em agente acha que tudo vai acabar, que não terá jeito mais. Nestes momentos o próprio Deus cuida, rega e guarda os seus!

O texto segue com uma forte linguagem. O Senhor afirma que não há indignação nEle, mas ai de quem se colocar contra seu caminho!


  • Que faça paz comigo

Lutamos pela paz na nossa família, más, a questão é: estamos em paz com o Senhor? Ele próprio faz esse apelo faça paz comigo.

O texto finaliza nos ensinando o que é ter paz com o Senhor, confira:

  • Jacó lançará raízes... e florescerá... e brotará Israel

Ter paz com Deus é passar por esta transformação. Primeiro uma mudança profunda, mas não vista pelos outros, como o lançar das raízes. Depois vem as flores, bonitas e agradáveis e consequente brotar Israel.

De Jacó a Israel. De enganador a príncipe! E quantas vezes nos enganamos a nós mesmos, achando que estamos bem, que estamos em paz com Deus... Ter paz com Deus, é passar de Jacó (enganador) a Israel (príncipe). Lembre-se, querido leitor, que Jacó estava em luta com Deus. Jacó tinha atravessado sua família para além do rio e tinha ficado só. Quando brota Israel, sua primeira atitude foi ir ao encontro de sua família (Gn 32). Precisamos passar sempre pelas transformações que somente o Senhor pode fazer em nós, e teremos paz com Ele.



Como família de Deus, somos protegidos e exortados. Devemos estar em processo constante de transformação para lutar pela paz na nossa família.

Hoje, a espada grande, dura e forte do Senhor quer cortar qualquer Jacó em nosso interior. Permita isso, e que brote Israel em ti.  


Que a paz do Senhor repouse sobre ti e sua família,