segunda-feira, 12 de agosto de 2013

A rainha Ester e suas vestes diante do rei

Jesus se desposou de suas vestes para te vestir de santidade
"Sucedeu, pois, que, ao terceiro dia, Ester se vestiu de suas vestes reais e se pôs no pátio interior da casa do rei ... e o rei estava assentado em seu trono real ... E vendo o rei a rainha Ester, ela alcançou graça aos seus olhos; e o rei apontou para Ester com seu cetro de ouro ... e disse: Qual é sua petição?"
Ester 5:1-3 (trecho)

A rainha Ester coloca suas vestes reais e decide se apresentar diante do rei. Uma decisão difícil, com possíveis consequências terríveis, mas necessária. Ela e seu povo dependiam dessa audiência. Ainda que a morte fosse uma possibilidade, Ester precisava estar diante do rei.

Jó também viveu dias assim, e expressou uma das declarações mais fortes da Bíblia sobre a confiança na bondade de Deus:
"Ainda que ele me mate, nele esperarei, contudo, os meus caminhos defenderei diante dele"  (Jó 13.15).
Ester estava decidida a defender seus caminhos diante do rei. Embora fosse esposa do rei, nossa heroína precisou ir até seu trono. Assim é a igreja (eu e você), noiva do Cordeiro, mas há momentos difíceis em que é preciso defender seus caminhos diante dEle. Estar diante do Rei, a morte é sempre uma possibilidade, mas, como declarou Jó, esperar nEle é nossa consolação.

Ester teve que se vestir de vestes reais para estar diante do rei, uma preparação que durou dias. Esta cena aponta para a reverência que devemos ter quando formos nos apresentar diante do Senhor. Não podemos nos apresentar diante do Deus Santo de qualquer maneira. Por isso, vamos passar em alguns trechos bíblicos para entendermos a profundidade das vestes nas escrituras. Não falo vestes que nossos olhos vêem, mas de uma roupagem nova em que o Senhor nos vestes para estarmos com Ele.

  • Vestes santas:

"E farás vestes santas a Arão, teu irmão, para glória e ornamento" (Êx 28.2). 

  •  Para uso o tempo todo:

"Em todo tempo sejam alvas as tuas vestes" (Ec 9.8a)

  • Deve ser guardada:

"Bem-aventurado aquele que vigia e guarda as suas vestes, para que não ande nu, e não se veja suas vergonhas" (Ap 16.15) 
Repare nisso, querido leitor, estas vestes que devemos ter, para nos apresentarmos diante do Senhor devem ser santas. Não apenas isso, mas, também devem ser santas (alva) em todo tempo. Acho isso forte, vestes santas devem nos vestir não apenas dentro da igreja, mas em todo lugar! Casa, trabalho, família, amigos, devemos estar vestidos de santidade em todo tempo. Mais uma vez, não tão somente isso, vestes santas, usadas em todo tempo, e também, guardada. A admoestação de Apocalipse mostra que estas vestes podem ser perdidas ao longo da caminhada. Então, nos apresentamos diante do Rei com vestes santas, que sejam alvas em todo tempo e guardadas com vigilância.

Jesus usou dessas vestes também, e o resultado reflete nestas duas passagens:

  • "tocou na orla da sua veste" (Lc 8.44). Quando uma mulher que já sem recursos nenhum, ouviu falar de Jesus e tomou a decisão de tocar em suas vestes. Um único e simples toque nas vestes do Senhor, e um milagre que há anos era sonhado.
  • "as suas vestes se tornaram brancas" (Mt 17.2). Quando Jesus subiu ao monte na companhia de seus três mais íntimos discípulos e se transfigurou diante deles, a ponto de suas vestes se tornarem brancas.
As vestes santas do Senhor nos traz esta profundidade até mesmo no ato de sua crucificação:
  • "repartiram suas vestes" (Mc 15.24)
O Senhor almeja mesmo nos vestir com estas vestes. No ato da crucificação, os soldados tomam as vestes do Senhor e a repartem entre si. É como se o Senhor se despisse para nos vestir. Ele permite que suas santas vestes fossem rasgadas para que fosse oferecida para você! Ele quer te vestir de vestes santas, alvas o tempo todo e que deve ser guardadas.

Vestes lembram algo exterior, e alguns podem achar que o trabalho do Senhor é no nosso interior. Verdade isso. Estas vestes que faço menção é colocado em nós a partir de uma troca. Confira esta passagem:
  • "vestes de louvor por espírito angustiado" (Is 61.3)
Só Jesus pode sondar nosso coração, visitando o profundo de nossa alma, indo até a divisão da alma e do espírito e tirar um espírito angustiado e nos vestir de vestes de louvor, aleluia!

Pense nisso...

Há algo na rainha Ester que chamou a atenção do rei. Algo mais imponente que suas vestes reais. Ela havia ficado, juntamente com seu povo, três dias de jejum. Vestes santas são assim, as vezes imperceptíveis aos olhos humanos, mas que causam impacto em momentos cruciais.

O rei estava assentado em seu trono real, e vendo a rainha, alcança graça aos seus olhos e apontou para Ester o cetro de ouro e disse quem tens?, e mais qual é tua petição? 

Com vestes santas, alvas e guardadas que o Senhor nos veste, iremos ouvir de Deus que tens? (Ele se importa contigo) e qual é tua petição? (Ele quer te abençoar). Aí querido, com estas vestes, defenda seus caminhos diante dEle, você tem essa liberdade de acesso.


Que o cetro de ouro do Rei dos reis esteja em teu favor,
Bp Erisvaldo Pinheiro (ministrado em 10/08/13)
Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...