quarta-feira, 19 de novembro de 2014

Denominou-te o Senhor oliveira verde

Oliveiras do Jardim do Getsêmani - Jerusalém
Denominou-te o Senhor oliveira verde, formosa por seus deliciosos fruto; 
mas, agora, à voz de um grande tumulto, acendeu fogo ao redor dela, 
e se quebraram os seus ramos. 
 Jeremias 11:16

Bp Erisvaldo Pinheiro Lima
Palavra ministrada em 07 de Novembro de 2014
Comunidade Evangélica Arca da Aliança


O Senhor chama seu povo de oliveira verde. Mesmo que Jeremias 11 seja um capítulo de exortações , a forma que o Senhor denominou seu povo, me chama muito a atenção. Oliveiras são comuns nas terras bíblicas. Ao serem chamados de oliveiras verdes, os israelitas tinham uma noção do que Deus pretendia falar. Aqui, porém, no cerrado brasileiro, não há oliveiras... Precisamos pesquisar um pouco sobre este arbusto. 

Os aspectos das oliveiras não são tão belos. É um arbusto ramoso, torto, irregular e mais ou menos espinhoso. À primeira vista, não há nada de belo nas oliveiras... é preciso um olhar mais atento. Veja algumas características da oliveira e permita que o Espírito do Senhor fale contigo:


A raiz da oliveira é profunda, atinge seis metros. Isso facilita a absorção de água e nutrientes. Somos oliveiras, também devemos ter raízes profundas, quanto mais profunda, mais absorvemos as águas que emanam do Senhor Jesus (Jo 4.14).

O tronco tem crescimento lento. Demora crescer, porém, vive muito tempo. Há oliveiras com mais de 2000 anos! Essa informação é de muita importância. Nossa geração é apressada e exigente em resultados imediatistas. Não podemos nos render às exigências do nosso tempo. Devemos responder às exigências do Senhor em sua Palavra! Os resultados podem demorar, mas serão duradouros!

A folha é do tipo persistente. Isso significa que as oliveiras nunca perdem totalmente suas folhas. Ao longo do ano, as folhas mais velhas são substituídas por outras novas. São estreitas, pontiagudas e simples. O segredo para sempre ter folhas mesmo em tempos prolongados de sequidão, está na sua parte de traz. Por traz das folhas há minúsculos pelos que recaptura as minúsculas gotinhas de orvalho para que a planta não se desidrate. Precisamos aplicar isso em nossas vidas. Precisamos desse brilhante renovo em nossos corações também. Ao longo do ano, seja em tempos de abundância ou em desertos, precismos apresentar nossas folhas renovadas diante do Senhor. Conseguimos isso aproveitando as pequenas gotas que diariamente o Senhor nos oferece. Muitos se enchem em tempos de fartura, mas quando chegam em períodos de seca, logo se desidratam. Mas mesmo em tempos de sequidão, há um orvalho a cada manhã (Dt 32.2). Essas minúsculas gotinhas nos garantem um ronovo diário.

Algo ainda mais importante devemos considerar. Toda importância da Oliveira consiste no seu fruto. É um arbusto que é cultivado por vinte anos para poder gerar seus primeiros frutos. Todo esse período de cultivo só valerá a pena se a Oliveira gerar bons frutos! O cultivo da Oliveira exige constante vigilância, para combater os vários insetos que podem flagelar os frutos e reduzir as colheitas. Nenhuma outra planta oferece um melhor azeite. Se o Senhor nos chama de Oliveiras, há um cultivo da parte do Senhor em nós. Mais que isso, há uma expectativa de que chegue o tempo de gerarmos frutos. Se não gerarmos frutos, para nada servimos. Uma Oliveira sem frutos não serve nem para ornamento de bosque, pois é tosca e irregular. Que o Espírito nos fale sobre a importância disso.

A Oliveira deve ser cultivada em terras pedregosas para obter melhores resultados. Veja que as pedras contribuem para que a Oliveira gerem melhores frutos. Lembre-se disso, querido leitor, da próxima vez que as pedras da vida estiverem apontadas contra você!

As flores das Oliveiras precedem seus frutos. Elas são pequenas e pouco aparente. Cada flor dá lugar a dois ou três frutos. A quantidade depende do quanto de água é absorvida. Veja então, querido leitor, que mais uma vez a água é de importância vital para a Oliveira. Somos Oliveiras plantadas pelo Senhor para gerar frutos, mas a quantidade de frutos que apresentaremos ao Senhor depende do quanto absorvemos de suas águas (Sl 46.4).

Finalmente, chegamos aos frutos da Oliveira. O fruto da Oliveira pode apresentar diferentes aromas e sabores. Alguns são mais caros, devido ao excelente sabor. Outros frutos, porém, não possuem valor nenhum. Um coisa é certa. Cada arbusto produz um fruto específico. Uma única Oliveira não produz frutos bons e ruins. O fruto da Oliveira é a azeitona. Eis dois exemplos delas:
  1. As azeitonas amygdalina: são as mais saborosas, raras e, consequentemente, caras.
  2. As azeitonas sapatareiras: possuem bons cheiros, mas é uma espécie mole e podre. 

Importa que geremos frutos para o Senhor (Jo 15.2). A questão é, que tipo de frutos estamos gerando. Nosso valor depende disso. Sendo chamados de Oliveiras, temos uma utilidade primordial, gerar frutos. Não apenas gerar frutos, mas gerar frutos nobres (Gl  5.22)

O simbolismo da Oliveira é muito utilizado na Palavra do Senhor. A pomba que Noé soltou na terra restaurada trouxe uma folha de oliveira (Gn 8.11) dando esperança e boas novas aos remanescentes. Lucas nos informa que foi no Monte das Oliveiras que o Senhor Jesus subiu aos céus (At 1.12). Há uma forte profecia em Zacarias que diz que naquele dia estarão os seus pés sobre o monte das Oliveiras (Zc 14.4). Os momentos de oração e intensa agonia, onde Jesus transpirou sangue, aconteceu no Jardim do Gestsêmani, que significa "prensa das olivas". 

O significado de sermos chamados Oliveiras nos ensina muito... finalizamos com o Jardim onde Jesus transpirou sangue. Lugar da prensa das olivas... devemos também ser prensados, para que de nós seja extraído o puro azeite. 

Voltemos ao versículo inicial:

Denominou-te o Senhor oliveira verde, formosa por seus deliciosos fruto; 
mas, agora, à voz de um grande tumulto, acendeu fogo ao redor dela, 
e se quebraram os seus ramos

Somos chamados oliveiras verdes por um único motivo, para geramos frutos deliciosos. O pecado e a iniquidade pode atrapalhar essa colheita... se isso ocorrer, o fogo se acenderá e os ramos serão quebrados!

Oro ao Senhor, para que o Espírito nos leve às dimensões profundas de sua pura Palavra. Amém.