Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Escola de Profetas: aos Colossenses



O pastor e fundador da igreja dos colossenses pode ter sido Epafras (1.7). Que foi até a prisão de Paulo para relatar os últimos acontecimentos daquela igreja. Embora ainda não tenha ministrado em Colossos, Paulo conhece bem as ovelhas e se sente ministro delas. Essa relação de pastor e ovelha fora fruto dos anos de trabalho em Éfeso (At 19.10).

O relatório de Epafras mostra que a igreja estava sendo abalada com ensino de falsos mestres. Veja alguns ensinos falsos que Paulo vai combater:

  • Alguns feriados precisavam ser guardados de forma especial (2.16)
  • Importância nas leis cerimoniais de alimentação (2.16,21)
  • Todos precisavam levar uma vida ascética (2.20)
  • Respeitar os princípios elementares desse mundo (2.8)
  • Adorar seres sobrenaturais, como os anjos (2.18)

Paulo chama essas heresias de filosofia e vãs sutilezas (2.8). Ele combate veementemente colocando Jesus como Senhor do universo, a revelação do mistério de Deus e em Cristo habita corporalmente toda plenitude da divindade (2.9). Nesse sentido, Paulo faz uma das descrições mais profundas da soberania do Senhor Jesus:

O qual é imagem do Deus invisível, o primogênito de toda a criação;
Porque nele foram criadas todas as coisas que há nos céus e na terra, visíveis e invisíveis, sejam tronos, sejam dominações, sejam principados, sejam potestades. Tudo foi criado por ele e para ele.
E ele é antes de todas as coisas, e todas as coisas subsistem por ele.
E ele é a cabeça do corpo, da igreja; é o princípio e o primogênito dentre os mortos, para que em tudo tenha a preeminência.
Porque foi do agrado do Pai que toda a plenitude nele habitasse,
E que, havendo por ele feito a paz pelo sangue da sua cruz, por meio dele reconciliasse consigo mesmo todas as coisas, tanto as que estão na terra, como as que estão nos céus.
A vós também, que noutro tempo éreis estranhos, e inimigos no entendimento pelas vossas obras más, agora contudo vos reconciliou
No corpo da sua carne, pela morte, para perante ele vos apresentar santos, e irrepreensíveis, e inculpáveis,

Amo essa descrição do Senhor Jesus. E o surpreedente é que essa magnífica descrição da soberania de Cristo aponta para a igreja, para um povo que será apresentado diante de sua glória como santos, irrepreensíveis e inculpáveis. Esta é a descrição que receberão todos quanto o crêem. Olho para mim, querido leitor, e não me vejo com essas qualificações. Então olho para o o sangue de sua cruz e me coloco de joelhos glorificando por tamanha graça e poder.

Paulo segue combatendo pela igreja. Agora sua arma é a oração.. O apóstolo usa o ensino e a oração para edificação da igreja. Em sua oração, Paulo intercede para que os colossenses sejam:
  • cheios do conhecimento da vontade de Deus
  • cheios de toda a sabedoria
  • tivessem inteligência espiritual
  • andassem dignamente diante do Senhor
  • Frutificassem em toda boa obra
  • crescessem no conhecimento de Deus
  • fossem corroborados em toda fortaleza
  • tivessem força de sua glória
  • tivessem toda a paciência
  • tivessem toda a longanimidade
  • tivessem gozo (1.9-11)

Cinco coisas que se deve mortificar (3.5)
  • a prostituição - a impureza - o apetite desordenado - a vil concupiscência - a avareza
Essa lista de pecados são colocados como coisas a serem mortificadas. Algo muito interessante aqui. Não é que essas coisas estejam mortas já. Estão sendo mortificadas. Isso mostra uma continuidade nossa. Um alerta de que o nosso cuidado seja constante.

Seis vestes que devemos despir (3.8-9)
  • ira, cólera, malícia, maledicência, palavras torpes, mentiras uns com os outros
O termo que Paulo usa neste trecho é despojar. Um ato que ocorria em guerras, onde soldados vencedores despojavam as armaduras e vestes dos perdedores. Um sinal de honra para o vencedor e de humilhação para o perdedor. Nesse sentido, o trecho fica muito interessante. Os sies erros então devem ser despojados de nós mesmos. Uma verdadeira guerra é travada em nosso interior e vencemos quando tiramos esses erros de nossas atitudes. Isso é um sinal de honra, se o fizermos.

Nove vestes que devemos revestir (3.10-15)
  • misericórdia, mansidão, longanimidade, suportar uns aos outros, perdoar uns aos outros, caridade, agradecidos.
Amo essa sequência. Lembre-se que primeiro Paulo nos ensina o que devemos tirar de nós mesmos. Como uma velha roupa que deve ser removida de nosso nova vida. Agora, uma vez despojados, temos esses nove itens que devemos nos revestir. 


Bp Erisvaldo Pinheiro
Estudo ministrado em 19 de Agosto de 2015
Comunidade Evangélica Arca da Aliança


Fonte de pesquisa:

Bíblia de Estudo DAKE
Novo Dicionário Bíblico- Jhon Davis - Ed Hagnos

Postagens mais visitadas deste blog

Elias na caverna e as provas do vento, terremoto e fogo.

A ressurreição de Lázaro: o tempo, o silêncio e a pedra

Quem é você na parábola do bom samaritano?