quinta-feira, 5 de março de 2015

Escola de Profetas: O Evangelho segundo Mateus (5ª aula)




Escola de Profetas: O Evangelho segundo Mateus       (5ª aula)


O Evangelho de Mateus teve importância fundamental na história da igreja primitiva. Pela organização e conteúdo, foi muito usado para discipulado dos novos convertidos. Foi base para avivamentos históricos. Este Evangelho foi escrito para os judeus-cristãos. Essa informação é de suma importância para compreensão da profundidade deste livro. Veja:

  • O início do Evangelho de Mateus é apresentado com muita semelhança ao livro de Êxodos
    Ambos começam com uma genealogia, seguindo com destaque sobre o nascimento de seus personagens principais, Moisés e Jesus. Os dois livros tratam da morte de inocentes, em Êxodo, os filhos varões dos hebreus, e em Mateus, os filhos varões de até dois anos de idade da cidade de Belém. Reparem que na sequência há uma ruptura de anos de aparente isolamento. Moisés aparece no enredo já em idade adulta, o mesmo acontece no Evangelho escrito por Mateus. A história segue com um combate entre Moisés e faraó. No Evangelho, também há um combate, entre Jesus e o Diabo. Nos dois livros a suscessão dos fatos centralizam no resgate de um povo e caminhada rumo a uma terra prometida. Essa estrutura era essencial para a ministração aos judeus convertidos que conheciam a profecia de que seria levantado um profeta semelhante a Moisés (Deuteronômio 18:18,19)

  • Salvação de Israel x Salvação dos gentios: No Evangelho escrito por Mateus, Jesus é apresentado como o messias prometido que veio salvar as ovelhas perdidas de Israel (10.5-6 e 15.24,26). A medida que Israel não recebe seu messias, o plano de salvação se estende a todo mundo. 

  • Alguns termos são característicos desse importante Evangelho. O Reino de Deus aqui é chamado de Reino dos céus. Esse cuidado de Mateus é importante para seu público de judeus convertidos que evitam pronunciar o nome de Deus. Jesus também é apresentado como Filho de Davi  (compare 1.1 e 1.20).

  • Neste Evangelho há cinco ministrações do nosso Senhor Jesus. O atento leitor judeu-cristão lembrará dos cinco livros escritos por Moisés, o Pentateuco. A primeira ministração está ligada, em termos de conteúdo, com a última. A segunda com a quarta. Assim, a terceira se torna o centro da mensagem evangélica. Repare a sequéncia:

    1ª Ministração: Mt  5.2  -   7.27, assunto: Lei reinterpretada
    2ª Ministração: Mt 10.5 - 10.42, assunto: Missão da igreja
    3ª Ministração: Mt 13.1 - 13.52, assunto: Parábolas do Reino
    4ª Ministração: Mt 18.1 - 18.37, assunto: Dia a dia da igreja
    5ª Ministração: Mt 24.1 - 25.46, assunto: Julgamento pela Lei reinterpretada

    Em termos de conteúdo, essa estrutura também é encontra nos livros do Pentateuco. Veja:

    1º Livro: Gênesis, assunto: Terra
    2º Livro: Êxodo, assunto: Promessa
    3º Livro: Levítico, assunto: Santidade
    4º Livro: Números, assunto: Promessa
    5º Livro: Deuteronômio, assunto: Terra 

    Dessa forma, as Parábolas do Reino são o tema central das ministrações do nosso Senhor, assim como Santidade é o tema central dos escritos de Moisés.



Fontes de pesquisas:

O Ministério da Palavra de Deus - Watchman Nee -  Editora Clássicos
 
Aula ministrada pelo Pastor Mestre Airton Williams na Sociedade de Estudos Bíblicos Interdisciplinares (SEBI) em 27 de Setembro de 2014 


Bíblia de Estudo Pentecostal - Editora CPAD
 
Novo Dicionário Bíblico- Jhon Davis - Ed Hagnos

 

Bp Erisvaldo Pinheiro Lima
Comunidade Evangélica Arca da Aliança
Ministrado em Setembro de 2014