sábado, 4 de outubro de 2014

Sacerdote Zacarias e o Eterno Sacerdote


Sacerdote Zacarias e o Eterno Sacerdote


E o povo estava esperando Zacarias e maravilhava-se de que tanto se demorasse no templo. (Lc 1.21)

Bp Erisvaldo Pinheiro Lima
Palavra ministrada em 28 de Setembro de 2014
 C E Arca da Aliança



O primeiro capítulo do Evangelho de Lucas

O Evangelho de Lucas começa e termina com a mesma cena. A cena inicial está incompleta. Somente se tornará completa no último capítulo do Evangelho. A cena inicial mostra o sacerdote Zacarias no templo exercendo ele o sacerdócio diante de Deus, na ordem de sua turma, enquanto o povo esperava do lado de fora. Três coisas os sacerdotes faziam ao saírem do templo (Lv 16):
  1. Quando o sacerdote aparecia de volta, trazia o perdão de Deus
  2. Comunicava a Palavra de Deus
  3. Erguia a mão e abençoava o povo
Por isso, o povo estava esperando Zacarias e maravilhava-se de que tanto se  demorasse no templo.

Mas naquele dia, não aconteceu o esperado. Algo acontecera lá no Santo dos Santos e Zacarias saiu mudo, saindo ele, não lhes podia falar. Naquele dia, no turno do sacerdote Zacarias, a Palavra não foi comunicada e o povo não foi abençoado. A cena ficou incompleta.


O último capítulo do Evangelho de Lucas

A cena inicial do Evangelho de Lucas vai se tornar devidamente completa no seu último capítulo. Três coisas importantes acontece, veja (Lc 24):

  1. Jesus ressuscita, trazendo o perdão de Deus

As mulheres foram as primeiras a testificar essa boa nova. Pedro também testificou, admirando consigo mesmo aquele caso. Mas é o trecho dos dois discípulos a caminho de Emaús que vou destacar aqui, por um único motivo, eles estavam tristes. Eles saíram de Jerusalém tristes e fazendo perguntas um ao outro. Eles retornam para a mesma Jerusalém com a boa notícia, Jesus entrara em sua casa e havia ceado com eles!

Se o povo se alegrava com o retorno do sacerdote, imagine a alegria desses discípulos! O texto sagrado diz que eles na mesma hora, levantando-se, voltaram para Jerusalém. Oro para que essa mesma alegria seja nos corações dos novos discípulos do Senhor, que a notícia de sua ressurreição ainda seja uma boa notícia para nós, que ainda possamos suspirar pelos pecados perdoados! Como disse um dos pais da reforma, Thomas Watson, enquanto o pecado não for amargo, Jesus não será doce.

        2. Jesus comunica a Palavra de Deus


No partir do pão os dois discípulos reconheceram que era o próprio Jesus que estava com eles já algum tempo. Reconheceram que por ventura, não ardia em nós o nosso coração quando, pelo caminho, nos falava e quando nos abria as Escrituras? Em outras palavras, o tempo todo Jesus comunicava a Palavra de Deus. E quando Jesus comunicava a Palavra, a sensação que os discípulos tiveram era que as Escrituras se abriam diante deles! Que sejamos ainda, o povo que escuta Jesus comunicar sua Palavra, que a mensagem bíblica venha se abrir diante de nossos olhos!

Estando os discípulos congregados e falando essas coisas, o mesmo Jesus se apresentou no meio deles e disse-lhes: Paz seja convosco. Após um momento inicial de euforia, Jesus começa comunicar a Palavra de Deus e abriu-lhes o entendimento para compreenderem as Escrituras.

Cristo lembra seus discípulos que Ele deveria padecer, mas que ressuscitaria dos mortos, e, por isso, em seu nome, se pregasse o arrependimento e a remissão dos pecados. Quem tem ouvidos para ouvir ouça...

        3. Jesus ergue as mãos e abençoa o povo


O Senhor Jesus, então, levou seus discípulos até Betânia. A pequena aldeia que vivera momentos de glória, sendo palco da ressurreição de Lázaro, da cura de um leproso, da singela adoração de Maria aos pés do Senhor e de várias orações no Monte das Oliveiras (confira com At 1.9-12).

Ali, Jesus ascendeu aos céus . Deixou uma missão à sua igreja, e levantando as mãos, os abençoou. 

Ali, naquela mesma Betânia, no mesmo Monte das Oliveiras, estarão mais uma vez, os seus pés (Zc 14.4). O Senhor Jesus, então, levantará suas mãos e iremos prestar contas do que fizemos com a missão que nos confiou!

Pense nisso...

A cena do início do Evangelho de Lucas se completa em seu último capítulo. Zacarias volta ao povo sem palavras, estava mudo. Jesus, por sua vez, volta aos seus discípulos abrindo-lhes as escrituras e fazendo seus corações arderem. O sacerdócio humano é substituído pelo sacerdócio de Cristo. De temporário, passa a ser eterno. Isso é glorioso!

 Que a paz do Senhor Jesus seja convosco, Amém.


Fonte de pesquisa:
Aula ministrada pelo Pastor Mestre Airton Williams na Sociedade de Estudos Bíblicos Interdisciplinares (SEBI) em 27 de Setembro de 2014