Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Edificando Altares



"Sabei, pois, que OS QUE SÃO DA FÉ SÃO FILHOS DE ABRAÃO."(Gálatas 3:7)

Então vamos aprender com o nosso pai Abraão?

Abraão foi um edificador de altar. Durante a jornada que Deus ordenou q nosso pai na fé andasse, ele edificou quatro altares. Abraão sabia o altar era lugar de sacrifício, adoração, busca e oração:


1- Altar em Siquém - Altar da gratidão. (Gn 12.6-7)

Deus chama a Abraão e faz a seguinte promessa: À tua descendência darei esta terra. (Gênesis 12:7). Abraão ao ouvir a voz do Senhor logo edifica o seu primeiro altar. Siquém era um lugar localizado nos vales. Um lugar baixo. Um lugar difícil. Mas ali, Deus fala com Abraão, e o altar é edificado.


2- Altar em Betel – Altar da escolha. (Gn 12.8)

Deus direciona Abraão às montanhas de Betel. Observe que agora Abraão está num lugar alto, um lugar abençoado, está por cima. Deus tira Abraão do vale e o coloca no monte. O que faz nosso pai na fé? Edifica outro altar. Tem pessoas q quando estão no ‘vale’ se lembra de Deus, mas quando o Senhor os colocam nos ‘montes’ logo se esquecem. Abraão edificou altar no vale e nos montes, sigamos o exemplo do nosso pai. 

Outro detalhe importante é que o altar fora edificado entre Betel (casa de Deus) e Ai (ruínas). Era uma escolha que nosso herói bíblico faria e que nós sempre faremos. Betel ou Ai? Abraão se distancia de Betel, vai pro Egito, sofre, erra, mas retorna. Em seu retorno, ele não edifica altar, acredito que ele está sem forças agora. Mas ele retorna ao altar edificado em Betel. Você nasceu pra edificar altares em Betel! 


3- Altar de Hebrom – Altar da promessa. (Gn 13.14-18)

Em Hebrom, Abraão vive um momento marcante na sua jornada. Seu sobrinho e companheiro de jornada, Ló, se separa dele e escolhe os campos férteis das campinas dalém do Jordão. Nosso querido patriarca perde a companhia de seu ente querido, ao mesmo tempo que olha ao seu redor e ver que ficou com a terra mais seca, mais difícil, aparentemente sem frutos. Imagino a dor da perca acompanhada com a falta de esperança. Mas é nessa hora que Deus faz ‘’a’’ visita ao seu escolhido, e ainda aumenta a promessa: 

Levanta agora os teus olhos, e olha desde o lugar onde estás, para o lado do norte, e do sul, e do oriente, e do ocidente;
Porque toda esta terra que vês, te hei de dar a ti, e à tua descendência, para sempre.
E farei a tua descendência como o pó da terra; de maneira que se alguém puder contar o pó da terra, também a tua descendência será contada.
Levanta-te, percorre essa terra, no seu comprimento e na sua largura; porque a ti a darei.
(Gênesis 13:14-17). 

Observe que a promessa aumenta, é mais profunda e mais impactante. E por isso que o altar que Abraão edificou em Hebrom é o altar da promessa. No momento em que o servo do Senhor poderia não ter mais forças pra continuar, num momento de percas e falta de provisão, Deus vai lá e aumenta a promessa. Se tua situação ficou difícil, saiba que Deus aumenta a promessa na tua vida. 


4- Altar de Moriá – Altar da provação (Gn 12)

Aqui era pra ser o momento mais difícil na vida de Abraão. Deus pediu o filho da promessa como sacrifício. De momento mais difícil passa ao mais profundo pra nós. Deus pede a Abraão levar seu filho para sacrifício no Monte Moriá. Mas ao chegar lá, o que faz Abraão? Ele edifica um altar. Tudo se resolve. Pra quem tem mania de edificar altares, as coisas parecem que se resolvem mais fáceis.

Sabe por que eu te chamo para ser um edificador de altares? Por que o maior altar de todos os tempos foi edificado pelo nosso Senhor, no monte das Gólgota. Aquele Altar da Cruz nos permite edificarmos quantos altares podermos em nossa jornada.



Paz, Bp Erisvaldo Pinheiro (ministrado em janeiro de 2013)

Postagens mais visitadas deste blog

Elias na caverna e as provas do vento, terremoto e fogo.

A ressurreição de Lázaro: o tempo, o silêncio e a pedra

Quem é você na parábola do bom samaritano?